Até aqui nos ajudou o Senhor


O ano de 2020 ficará marcado em nossas vidas de forma permanente.

De repente, um vírus, que que não pode ser visto a olho nu, obriga a todos a uma mudança radical na rotina, fazendo-nos adotar um modelo de comportamento chamado de isolamento social.

Os estudantes são submetidos à modalidade de ensino a distância no modo virtual; o trabalho passa a ser em home office e sair de casa só em casos estritamente necessários, como ir à farmácia ou para comprar alimentos.

E nós como comunidade cristã, inserida nesse contexto, tivemos que nos adaptar a essa realidade. Nossas atividades, tão marcadas por celebrações, encontros, abraços, apertos de mãos, também tiveram que passar a acontecer pelo ambiente virtual.

Os cultos on-line, antes uma opção, tornaram-se únicos. Palavras como meet, zoom, transfer, share screen, lives, tornaram-se comuns em nosso vocabulário.

E como continuar com nossas atividades? Como permanecer em contato com todos, sem o aperto de mão, o olho no olho, o abraço?

O desafio estava posto. O que parecia ser passageiro foi prologando-se e a incerteza quanto ao momento de retorno à normalidade uma realidade.

Fomos surpreendidos, é verdade, mas o nosso Deus que sabe todas as coisas, nos direcionou. Nós, como liderança da IBE, começamos a delinear de que forma manteríamos as atividades e contatos com a membresia. E aqui já podemos agradecer ao Senhor por todas as ferramentas que a ciência da computação e a internet podem nos proporcionar.

O momento mais marcante da nossa comunidade é a reunião para celebração dos cultos e aí aconteceu a primeira mudança. Através do zoom, com transmissão pelo Youtube, cada um em sua casa, passamos a ter nossos cultos on-line. No início com gravações caseiras e, quando aconteceu a 1ª flexibilização das medidas de isolamento social, a parte musical com as bandas passou a acontecer no templo, em verdadeiras maratonas de sábados inteiros de gravação.

Os corais começaram a gravar também, cada participante em sua casa. Enviavam para a equipe de produção da igreja fazer a edição. E assim pudemos ouvir novamente nossos corais entoando belos hinos aos Senhor, além das mensagens musicais gravadas antes da pandemia.

De nossas casas também desfrutamos de belas apresentações musicais preparadas com carinho pelos componentes da Área de adoração de nossa igreja.

E as classes bíblicas? Iniciamos com classe única pelo Youtube, mas, ao percebermos que as atividades presenciais ainda demorariam para retornar, convidamos nossos professores a ministrarem suas aulas pelo zoom. Os novos convertidos já estavam sendo atendidos em turmas individuais, no entendimento de que esse grupo, por ser constituído por pessoas novas na fé, não poderia ficar tanto tempo sem receber o “leite” espiritual.

Para as nossas crianças, foram enviadas, através do grupo de pais e mães no whatsapp, devocionais e atividades que pudessem auxiliar os pais na continuidade da formação espiritual dos seus filhos. Desenvolvemos um programa com músicas, oração, histórias bíblicas e curiosidades – o nosso IBE KIDS – que vai ao ar todos os domingos à tarde pelo nosso canal no Youtube. Programa esse possível graças a uma equipe super comprometida em oferecer aos nossos pequenos, conteúdo bíblico com qualidade.

Assim fizemos também para a Escola Bíblica Infantil oferecendo o mesmo conteúdo que estava sendo trabalhado presencialmente, com aulas gravadas pelos nossos professores e disponibilizadas no Youtube e a criança podendo assistir a qualquer momento e quantas vezes quiser.

E o que dizer das nossas vigílias de oração!? Que momentos maravilhosos em que a cada hora os grupos se revezavam e juntos orávamos ao Senhor. Cada um na sua casa e unidos pela tecnologia. Oração pelas famílias, por nossa pátria, pelo trabalho missionário, enfermos, vacina, situação financeira, eleição....

As visitas virtuais muito abençoaram irmãos de nossa igreja, principalmente os mais idosos, que foram os mais afetados com o isolamento.

Os doentes não podiam receber visitas físicas, mas através do celular com chamadas de vídeo, essas pessoas também foram alcançadas.

Os cultos para os jovens e adolescentes também não deixaram de acontecer. Antes, de forma presencial acontecia o Cafofo (adolescentes) e o Renove (jovens), e de forma criativa surgiu o K9, junção dos dois grupos que se reúne agora virtualmente aos sábados além da Escola Bíblica pelo Youtube.

Aconselhamentos, reuniões dos PGM`s também foram adaptadas ao formato virtual.

Tínhamos agendado para este ano uma viagem missionária para Cachoeirinha. Sabem que ela aconteceu? Sim. Todo os encontros de treinamento, as mensagens, atividades para as crianças foram gravadas e enviadas para a igreja e lá eles puderam ter acesso a todo o conteúdo. As doações que sempre são levadas nessas viagens ficaram organizadas em nossa igreja e no momento oportuno o missionário Gilmar veio até aqui e levou para sua cidade.

Estava marcado também o acampamento para os missionários que recebem auxílio de nossa igreja para o seu sustento. Essa é uma atividade realizada normalmente em nosso acampamento. Momento de lazer, capacitação, comunhão e cuidado para com os missionários. Eles não puderam vir, mas a programação planejada chegou até eles, gravada ou pelo zoom.

A MCM permaneceu com seus encontros utilizando chamadas em grupo pelo WhatsApp.

Os Garotos Emanuel retornaram também com reuniões aos sábados à tarde através do zoom.

E o que dizer da mobilização de nossa igreja no sentido de oferecer cestas básicas e kits de higiene para as pessoas atendidas em nossos projetos sociais? Muitas pessoas ficaram sem poder realizar sua atividade econômica e ficaram sem recursos. E a nossa comunidade, num ato de compaixão e graça mobilizou-se doando recurso financeiro. No período de março a agosto foi possível a entrega de 1.286 cestas básicas e kits de higiene beneficiando famílias da nossa igreja, venezuelanos e cubanos, funcionários da igreja e da comedoria, Igreja Mosaico, Igreja Esperança, Igreja Batista Viva em Piedade, comunidade dos Coelhos, missionários adotados de Missões Estaduais, famílias dos Vencedores com Cristo e famílias dos Projetos Letra e Vida e Mulher, do NASCE.

Além desse trabalho um grupo de irmãos de nossa igreja sentiu também a dor das pessoas que vivem em situação de rua, começando assim mais uma mobilização fornecendo a essas pessoas refeição aos sábados (média de 150 refeições), além de roupas, água, lençóis, kits de higiene. O trabalho é realizado em Boa Viagem e centro do Recife. Além do alimento, as pessoas recebem orientação para que sejam acolhidas nos projetos da Prefeitura e pessoas doentes receberam tratamento médico. Que benção!

Tivemos redução em nossas entradas financeiras, reflexo do desemprego agravado pela pandemia e porque muitos trabalhadores tiveram redução salarial. Mas nos adaptamos à nova realidade, fizemos ajustes no nosso orçamento e assim foi possível manter nosso quadro de funcionários e nossos compromissos com manutenção do trabalho missionário.

Mas nesse mesmo período a usina de energia fotovoltaica foi instalada em nossa área de acampamento em Igarassu, o que no futuro trará ganhos em termos de redução na tarifa de energia, além de contribuirmos com a geração de energia limpa. 

Além disso, a igreja adquiriu uma tela de LED instalada em nosso templo, que permite visualização perfeita das imagens projetadas em nossos cultos em qualquer hora do dia.

Nós que estamos diariamente na igreja sentimos tristeza ao chegar e ver os corredores vazios. Nossa igreja é uma comunidade viva. Temos atividades todos os dias. Como é bom ouvir o barulho das crianças do Projeto Letra e Vida, os sons dos instrumentos nas aulas de música, a MCM louvando e os idosos chegando para suas reuniões às quintas-feiras.

Sentimos saudades. Sabemos que isso passará.

Nosso Deus não foi surpreendido com o que está acontecendo pois Ele sabe de todas as coisas.  Nós ficamos por alguns dias, atônitos, porém o Senhor nos estendeu a mão, capacitou a muitos e tem nos guiado até aqui.

Retornamos aos nossos encontros presenciais, seguindo os protocolos colocados pelas autoridades: distanciamento social, álcool em gel, aferição de temperatura e limitação do número de pessoas para cada reunião. Como foi bom rever a muitos e louvarmos juntos ao Senhor!

Porém, o surgimento expressivo de casos de Covid entre pessoas de nossa membresia forçou-nos a suspender mais uma vez os encontros presenciais.

Voltaremos, agora em dezembro, aos encontros presenciais e, provavelmente, conviveremos com essa alternância por um período, até que a população seja imunizada. Fazemos assim como um gesto de amor e cuidado com nossa membresia.

Lembremos que em toda e qualquer situação Deus estará conosco. Nossa comunidade continua ativa e devemos lembrar o que o texto bíblico nos afirma “basta a cada dia o seu mal” e “não to mandei eu? Esforça-te e tem bom ânimo”.

Que 2020 fique marcado em nossas memórias como o ano em que vivenciamos plenamente o amor, a misericórdia e a dependência da graça de Deus!

Vânia Brito